Por que foi que nós não pudemos…?


Por que foi que nós não pudemos expulsar aquele demônio? 20 Jesus respondeu: — Foi porque vocês não têm bastante fé. Mateus 17:14-21. Jesus e os discípulos passaram uma noite de oração no monte. Porém, os discípulos logo dormiram enquanto Jesus orava, quando acordaram viram dois homens falando com Jesus. De repente, os homens foram se afastando e uma nuvem cobriu o lugar e os discípulos ouviram uma voz dizendo (Lucas 9:35) – Este é o meu Filho, o meu escolhido. Escutem o que ele diz!

  • Os discípulos ficaram calados, assustados com o que presenciaram e no dia seguinte desceram do monte antes de Jesus e se depararam com uma multidão de pessoas, entre a multidão estavam os escribas e fariseus. Quando Jesus chegou, ele percebeu que os discípulos estavam discutindo com os escribas.

Assista a mensagem deste sermão em nosso Canal. Aproveite para comentar, curtir, compartilhar e se inscrever.

I – O caminho entre o entusiasmo, depois de uma experiencia espiritual sobrenatural, até a vergonha pela falta de fé é muito curto.

Os discípulos enquanto estavam no monte se mostraram motivados, queriam construir três tendas, para Jesus e os dois homens que viram e que Pedro achava ser Moisés e Elias. Uma pessoa tomada pelas emoções não pensa racionalmente. Pedro ao ver dois homens conversando com Jesus deduziu que eram Moisés e Elias.

  • Uma pessoa levada pela emoção, diante de um acontecimento sobrenatural, pode dizer ou fazer coisas sem pensar, Lucas 9:33 diz que: Pedro não sabia o que estava dizendo.
  • Os discípulos de Jesus quando se viam diante de alguma experiencia sobrenatural se mostravam cheios de fé, mas depois voltavam ao estado natural de medo, desconfiança e falta de fé.
  • Devemos ter cuidado ao ouvir pessoas que são regidas pelo sensacionalismo, pelas emoções. Elas demonstram muita fé quando veem algo incomum acontecer, mas é uma fé fraca que logo cessa quando são desafiadas a provar sua fé. É por isso que tem muita gente procurando por experiencias sobrenaturais para manter sua fé firme, ao invés de orar, jejuar, vigiar e ler a Bíblia, que é a nossa fonte de conhecimento sobre Deus e a Sua vontade para todos.

O foco da discussão entre escribas e fariseus era sobre a falta de capacidade de ambos expulsarem o demônio de um jovem. Os escribas zombavam dos discípulos e os discípulos zombavam dos escribas, nenhum dos grupos foi capaz de resolver o problema do jovem e seu pai. Os dois grupos tinham dificuldade em aceitar a autoridade um do outro.

  • Talvez se os discípulos não estivessem tão interessados na disputa teológica sobre qual grupo tinha autoridade divina, fossem capazes de realizar a libertação e cura do rapaz.
  • Muitas vezes, Deus deixa de realizar um milagre porque as pessoas querem atribuir a glória para si (para o seu grupo ou sua denominação), ao invés de dar toda glória a Deus.

Jesus entra em cena para resolver a questão, a sua presença mudou o cenário. O povo correu em sua direção para cumprimentá-lo. Eles estavam admirados com Jesus, talvez porque ele ainda estivesse resplandecendo a glória recebida no monte da transfiguração.

  • O pai do jovem diz para Jesus: Eu o trouxe para os seus discípulos a fim de que eles o curassem, mas eles não conseguiram.
  • Todo entusiasmo, empolgação que os discípulos sentiram no monte durante a noite se perdeu na manhã seguinte, quando se viram diante de uma situação para resolver, que requeria uma fé poderosa.

II – Os discípulos tinham uma dependência emocional e espiritual negativa muito grande em relação a pessoa de Jesus. Eles se sentiam seguros apenas quando Jesus estava presente fisicamente para resolver suas questões.

As palavras de Jesus são duras, porém verdadeiras – Gente má e sem fé! A reação de Jesus mostra o quanto ele ficou indignado com a falta de fé daquelas pessoas. Jesus não estava se referindo ao pai do menino, nem aos discípulos ou aos escribas em particular. Jesus falou em termos gerais, a fim de descrever a condição da humanidade.

  • Jesus sempre se perturbava quando os homens mostravam falta de fé, mesmo sendo os discípulos. Foi a insuficiência de fé dos discípulos que provocou toda aquela situação.
  • Uma fé insuficiente produz incredulidade que gera o pecado, atinge o espírito e a mente afetando diretamente as ações. A pessoa sem fé não segue o padrão que Deus estabelece para a sua vida, ela sempre busca meios alternativos para alcançar o que deseja. Isso gera frustração.
  • A incredulidade impede que a pessoa tenha conhecimento da realidade física e espiritual: o porquê as coisas acontecem e como resolvê-las.

Até quando ficarei com vocês? Até quando terei de aguentá-los? Jesus sofreu durante todo o seu ministério terreno ao ver a incredulidade dos homens, suas fraquezas e estupidez em relação ao mundo espiritual.

  • Jesus sabia que não estaria para sempre com os discípulos, em sua forma humana. O seu tempo estava terminando e durante a noite no monte os discípulos ouviram os dois homens que falavam com Jesus a respeito da sua morte, Lucas 9:31 – Eles falavam com Jesus a respeito da morte que, de acordo com a vontade de Deus, ele ia sofrer em Jerusalém.
  • Mais adiante, depois desse episódio, Mateus 17:22,23 cita que: – Um dia os discípulos estavam se reunindo na Galileia, e Jesus disse a eles: — O Filho do Homem será entregue nas mãos dos homens, 23 e eles vão matá-lo; mas três dias depois ele será ressuscitado. E os discípulos ficaram muito tristes.
  • Diante de todos, Jesus operou o milagre e expulsou o demônio do jovem. O que os escribas e os discípulos, depois de uma noite de oração no monte e experiencia sobrenatural, não puderam fazer, Jesus com poucas palavras resolveu a questão.

Por que foi que nós não pudemos expulsar aquele demônio? 20 Jesus respondeu: — Foi porque vocês não têm bastante fé. Os discípulos tinham o poder para expulsar demônios, mas estavam diante de uma experiencia nova.

  • Eles se deixaram levar pela disputa com os escribas, quando deveriam estar focados em desenvolver suas capacidades espirituais para realizar a cura e libertação do rapaz.
  • Jesus não estava dizendo que os discípulos não tinham fé, mas que a fé deles era fraca demais para realizar um milagre naquela dimensão. Eles precisavam de uma fé poderosa e milagrosa.

Essa não foi a única vez em que os discípulos oscilaram na fé. Em Mateus 6:30, quando Jesus ensinou sobre as preocupações com as necessidades da vida, ele disse: – É Deus quem veste a erva do campo, que hoje dá flor e amanhã desaparece, queimada no forno. Então é claro que ele vestirá também vocês, que têm uma fé tão pequena!

  • Quando os discípulos enfrentaram uma forte tempestade, eles também ficaram com medo de morrer e Jesus advertiu, Mateus 8:26 – Por que é que vocês são assim tão medrosos? — respondeu Jesus. — Como é pequena a fé que vocês têm! Ele se levantou, falou duro com o vento e com as ondas, e tudo ficou calmo.
  • Quando Pedro se aventurou andar sobre as águas em Mateus 14:30,31 – Porém, quando sentiu a força do vento, ficou com medo e começou a afundar. Então gritou: — Socorro, Senhor! 31 Imediatamente Jesus estendeu a mão, segurou Pedro e disse: — Como é pequena a sua fé! Por que você duvidou?
  • Quando os discípulos esqueceram de levar pães ao atravessar para a outra banda do lago, Mateus 16:8,9 – Jesus ouviu o que eles estavam dizendo e perguntou: — Por que é que vocês estão conversando por não terem pão? Como é pequena a fé que vocês têm! 9 Ainda não entenderam? Não lembram dos cinco pães que eu parti para cinco mil homens? Quantos cestos vocês encheram?

III – Qual é o tamanho ideal da fé que os discípulos deveriam ter?

Se vocês tivessem fé, mesmo que fosse do tamanho de uma semente de mostarda, poderiam dizer a este monte: “Saia daqui e vá para lá”, e ele iria. E vocês teriam poder para fazer qualquer coisa!

  • A semente de mostarda não é a menor semente, embora seja minúscula em comparação ao tamanho da planta que a produz. A semente tem 2 milímetros e um pé adulto chega a 3 metros.
    • 1000 milímetros = 1 metro / 3000 milímetros = 3 metros / 1 semente multiplica 1500 vezes o seu tamanho. Imagine você investir $100,00 e obter 1500 vezes o valor = $150.000,00.
  • Jesus ilustrou sobre o poder da fé, que pode produzir muito além do grau que seria de esperar. A semente de mostarda é realmente pequena, mas o seu potencial é notável, ela pode produzir uma grande planta.

Outro ponto importante é a origem da fé. A semente que produz a planta de mostarda vem da planta com a mesma natureza. Do mesmo modo a fé capaz de operar grandes realizações deve ter sua origem em Deus. Hebreus 12:2 – Conservemos os nossos olhos fixos em Jesus, pois é por meio dele que a nossa fé começa, e é ele quem a aperfeiçoa

  • A pessoa que possui essa fé, ainda que em quantidade mínima, pode fazer grandes coisas e até mesmo remover montanhas – se vocês tivessem fé, mesmo que fosse do tamanho de uma semente de mostarda, poderiam dizer a este monte: “Saia daqui e vá para lá”, e ele iria. E vocês teriam poder para fazer qualquer coisa! 
  • Nos tempos de Jesus, os judeus apelidavam qualquer rabino que se destacasse por sua grande inteligência, intuição ou caráter de removedor de montanhas. Provavelmente Jesus tinha essa ideia em mente, quando se referiu ao poder de remover montanhas.
    • Jesus estava dizendo aos discípulos – vocês são especiais porque receberam de Deus o poder para removerem montanhas, quer dizer, fazer coisas impossíveis.
  • Ao apontar para o monte da transfiguração, Jesus ensinou aos discípulos que de posse da fé que se origina em Deus, eles teriam poder para fazer qualquer coisa! Nada vos será impossível.

IV – Como obter essa fé poderosa que rompe o impossível?

Mas esse tipo de demônio só pode ser expulso com oração e jejum. Jesus ensinou aos discípulos que a batalha que se trava no mundo espiritual é mais difícil do que possamos imaginar. Há situações em que os poderes espirituais da maldade agem impiedosamente contra as pessoas causando destruição e somente uma fé poderosa em Deus pode trazer o livramento.

  • Os discípulos tinham fé. Alguns passaram a noite orando com Jesus e tiveram uma experiência sobrenatural, portanto deveriam estar revestidos de poder, mas se deixaram levar pelas discussões dos escribas e perderam o foco na batalha espiritual que estava sendo travada naquele momento.
  • Uma palavra para a igreja atual. Não podemos perder o foco! Há muitas discussões acontecendo que interrompem a ação do poder da fé em Deus na vida da Igreja. Precisamos orar, consagrar-se a Deus e focar nas coisas do Reino para vencer os grandes desafios contra a nossa fé em Deus. Somente orando, consagrando, vigiando e se alimentando da Palavra de Deus seremos capazes de remover os montes que estão a nossa frente.

Contribua para este ministério

Ajude-nos levar o evangelho para mais pessoas. Deus te abençoe!

R$ 100,00

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: